Saulo Santiago

Programação, Testes de Software, Inteligência artificial e o que mais vir na cabeça...

Primeiros passos com o TestLink – Iniciando documentação

Para você que deseja conhecer uma ótima ferramenta para auxiliar os seus testes,  quero lhe apresentar o TestLink,  uma ótima ferramenta gratuita e de código aberto, neste post falarei um pouco do inicio da documentação . Então primeiramente vamos definir o que é o TestLink.

O TestLink é uma plataforma web desenvolvida para teste de software

Por meio do TestLink é possível gerenciar grande parte das atividades de teste de software… A plataforma oferece suporte a criação de planos de testes, casos de uso, execução de testes, relatórios e métricas, contudo, por se tratar de uma plataforma de código aberto, a comunidade está sempre a criar novas funcionalidades.

Um dos grandes atrativos do TestLink, além dele ser open-source, é ele ser uma aplicação web. E por ser tratar de uma aplicação web é possível acessa-lo de qualquer lugar, facilitando o trabalho da equipe de testes ao não ter que fazer download de algum software e configurar o projeto de testes.

Inicio da documentação no TestLink

Busquei diversos métodos de organização para o uso da ferramenta, após alguns meses testando diversas formas de organizar melhor os meus testes cheguei a um padrão. Tudo no qual apresentarei é um padrão pessoal e funciona bem para mim, diariamente organizo a minha documentação de testes da forma que vou apresenta-los a seguir:

Projeto de teste – Toda documentação deverá ser criada voltada a um projeto de teste. O projeto será o produto para o qual será desenvolvido a documentação.

Plataforma – Antes de iniciar a criação dos planos de teste é necessário especificar em quais plataformas o produto estará presente. A criação das plataformas pode ser feita com os passos abaixo:

Plano de teste – Antes de criar os casos de teste é necessário criar um plano de teste. O plano de teste deve ser criado para agrupar os documentos de caso de teste, que deverão ser criados a partir dos casos de uso presentes no documento de visão. Para criar um plano de testes basta seguir os passos abaixo:

Baseline – A baseline representa a versão do projeto a ser desenvolvido. É importante sempre atualizar as Baselines a cada versão nova gerada, pois só assim será possível manter um bom histórico do que funciona ou deixou de funcionar no plano de testes a cada versão gerada. Para criar uma baseline basta seguir os passos abaixo:

Suíte de teste – A suíte de teste de nível top deve ser criada de acordo com o plano de teste criado, nela serão inseridas suítes internas que irão representar as plataformas, dentro da suíte das plataformas, serão inseridas suítes de versões disponibilizadas, abaixo da suíte da versão será criada as suítes de acordo com as telas ou funcionalidades. A suíte de nível top deverá conter o documento de casos de uso/visão do projeto. Tudo isso como no exemplo abaixo:

Para criar uma suíte de teste basta seguir esses passos:

Caso de teste – Todo caso de teste deve pertencer a uma suíte de teste, particularmente sempre gosto de iniciar a nomenclatura do caso de teste com UTxxx onde ‘xxx’ representa o número do caso de teste. Ex: “UT001 – Login”

Regrinhas básicas de um caso de teste:

  1. Um caso de teste deve representar um cenário pelo qual o usuário pode interagir com o sistema, caso exista um fluxo extra o mesmo deverá ser colocado em outro caso de teste.
  2. Um caso de teste deve representar sempre a interação de uma entidade com o sistema e não do sistema com ele mesmo.
  3. Muitas dúvidas podem surgir ao escrever os cenários, por isso conversar com o analista do projeto é essencial.

Não me aprofundarei em detalhes de como escrever um caso de teste. Acredito que isso ficaria melhor explicando em outro post. Também não entrei em detalhes mais avançados da ferramenta na criação da documentação como as palavras chaves ou a relação dos casos de teste pois o intuito desse post é mostrar apenas como começar a utilizar o TestLink. Em posts futuros estarei falando mais sobre o TestLink e como escrever o caso de teste, fazer a execução dos testes e a obtenção de relatórios.

Post a comment